Chamo-me Alejandra Sanabria e sou natural de Cartago, na Costa Rica.

Todos nós, sem exceção, temos uma vocação, ou seja, uma razão de ser, de existir, um chamamento único e irrepetível de Deus para cada um de nós. Vou contar-vos como descobri este sonho de Deus na minha vida.

Em criança, cresci numa família que me incutiu valores cristãos, fui uma criança piedosa e creio que isso me ajudou em tudo o que vivi mais tarde, porque na minha juventude isso já estava a desaparecer.

Quando entrava em contacto com outras realidades, as pessoas, as coisas do mundo seduziam-me e atraíam-me, vivia uma verdadeira luta dentro de mim, porque queria agradar aos meus pais, que não paravam de me chamar a atenção, de dialogar e de procurar formas de negociar comigo, para que eu não me perdesse; mas também queria sair com os amigos e passar longos momentos em conversas ou passar o tempo no silêncio das noites, a contemplar as estrelas, a nossa sede de imensidão era saciada nessas experiências misteriosas que não compreendíamos, mas de que gostávamos muito.

Os anos passaram, tinha uma vida, um bom trabalho, bem pago, amigos e até um namorado com quem pensava partilhar toda a minha vida... mas algo no meu íntimo fazia-me sentir um vazio existencial, procurava a felicidade, a verdade, procurava-me a mim própria, tudo fora de Deus, mas isso tornava cada vez mais palpável a falta de sentido da vida.

Foi quando parei, tomei consciência de que a minha vida não ia a lado nenhum e, instintivamente, ao abrir os ouvidos para me ouvir, os meus olhos ergueram-se para o céu e percebi que estava a lutar contra o único que me podia dar felicidade.

A partir desse momento, o meu olhar fixou-se n'Ele e clamei pela Sua ajuda, pois não sabia como nem por onde recomeçar. Foi assim que esta simples oração, que vinha da alma, conseguiu atrair o olhar e o abraço misericordioso d'Aquele que é o Amor, porque sem saber como, a partir desse momento, a minha vida mudou radicalmente, Ele providenciou os meios e as pessoas que responderam à minha oração.

Celebrar a Eucaristia ganhou um novo significado, nela experimentei a força do amor de Deus, quanto mais ia à Eucaristia mais sentia a necessidade de partilhar esta alegria, nesta nova busca cheia de significado, cheguei ao Carmelo Missionário Secular, um grupo de missionários que vivem a espiritualidade das Irmãs Missionárias Carmelitas, e aqui o meu coração foi-se alargando cada vez mais: "porque o amor é a única coisa que cresce quando é dado mais".  E assim, depois de anos de proximidade com as irmãs, de partilhar com elas, com o seu testemunho, a alegria de viver o Evangelho, senti o convite a seguir Jesus como os primeiros discípulos, a deixar tudo e a viver como Ele o projeto das bem-aventuranças.

Foi assim que comecei esta experiência. Medo!????? Sim, eu estava, mas só através da experiência é possível saber se este é realmente o nosso lugar.

Um dia, Jesus disse-me: "Vem e vê"... E eu aceitei o convite.

 

 

pt_PTPT
Partilhar isto