Membros do Carmelo Misionero Seglar, Barrio Cuba Costa Rica

"março envio-vos..." Francisco Palau

Experimentar o encontro com JESUS em família foi uma dádiva maravilhosa do Senhor. Nós somos
Mário, Marjorie, Celeste e Elias. Juntos fomos pela primeira vez em família para a missão durante a Semana Santa para servir uma comunidade. Desta vez, fomos a Miramar, na província de Puntarenas, na comunidade "Sagrado Corazón", que era a última comunidade nas montanhas. Foi com grande entusiasmo que partimos juntos ao encontro dos nossos irmãos e irmãs. A alegria de pertencer ao Carmelo Missionário Secular Carmelita e de poder servir encheu-nos de alegria como família.

Entrámos na Quarta-feira Santa e desde a nossa chegada começámos a coordenar com os responsáveis da comunidade a nível pastoral. Na quinta-feira, começámos a manhã a preparar o monumento ao Santíssimo Sacramento e a coordenar os pormenores dos momentos mais solenes da celebração. A Marjorie, juntamente com as crianças, ajudou a Dona Delcy e a sua filha Susana a preparar as flores para essa tarde, o Don Roberto ajudou-nos com o monumento, tudo isto na quinta-feira de manhã. À tarde, antes da celebração, planeámos visitar os doentes da comunidade. O P. Edwin, que é um dos ministros da comunidade, ajudou-nos com a comunhão e um momento de oração no nosso estilo de silêncio e interioridade.

Encontrar nos irmãos o conforto que vem do Senhor permitiu-nos alegrarmo-nos com a misericórdia de Deus, porque apesar das suas dificuldades de saúde, a alegria, a proximidade e sobretudo o amor de Deus eram visíveis nos irmãos.

Como diria o nosso Padre Francisco Palau: "Aquele que confia em Deus está bem guardado" ...

Às 16 horas, iniciámos a celebração da Quinta-feira Santa, com a participação dos irmãos e irmãs da comunidade, que se mostraram muito dispostos a participar; contámos também com a presença de uma família que formou um coro e animou a celebração.

Juntos, em família e com os ministros, iniciámos a celebração, que foi cheia de solenidade e de participação comunitária. Passámos depois ao lava-pés, onde as nossas crianças participaram e tornaram ainda mais bela a sua presença missionária. No final da liturgia, toda a comunidade permaneceu para acompanhar o Senhor junto ao monumento, onde vivemos um momento fundador com o encontro com o Amado.

Para a Sexta-Feira Santa respeitámos a iniciativa da comunidade de fazer um percurso mais tradicional onde muitas pessoas participaram na Via-Sacra, começámos às 13h00 e depois seguimos para o Santo Ofício; ver o acompanhamento das famílias e ver o seu empenho faz-nos renovar o nosso compromisso e que, apesar das circunstâncias, as pessoas mantêm viva a chama do amor a Jesus.

Em cada estação, foi a própria comunidade que tomou a iniciativa de ler cada estação, colocando nela a sua generosa dedicação à sua comunidade.

Por volta das três horas chegámos à igreja onde nos preparámos de imediato para a liturgia do Santo Ofício, o silêncio e a interioridade estavam presentes.

"Vai em frente que eu estarei contigo"... As minhas relações

A palavra de encorajamento no meio do silêncio encoraja-nos a esperar e a calar, como Maria que espera pacientemente na dor.

No sábado de manhã, começámos a manhã com a oração da alvorada, onde muitas mulheres vieram à Igreja para rezar e estar com Maria na escuta atenta da Palavra.

Acolhemos imediatamente as crianças para partilhar com elas e descobrir o que o mistério do silêncio lhes estava a ensinar. Esta atividade foi levada a cabo pelos nossos filhos María Celeste, de 9 anos, e Elías, de 5 anos, acompanhados pela minha mulher Marjorie.

Simultaneamente, coordenámos com Don Pedro, um senhor muito prestável da comunidade que, com o seu filho, apoiou a montagem da fogueira para a claraboia nocturna.

À tarde, como tínhamos algum espaço para partilhar, Dom Pedro e Susana, um casal muito dedicado, convidaram-nos a ir à sua quinta onde contemplámos a maravilhosa criação de Deus.

Celebração da Vigília Pascal

Com os melhores trajes, a comunidade esteve presente no átrio da igreja onde iniciámos a celebração cheia de alegria de viver Cristo ressuscitado. Coordenámos os cânticos com o coro e tudo estava preparado para começar às 19h00, com o fogo como centro da primeira parte e depois a liturgia solene.

Encerrámos depois com um pequeno ágape com a comunidade, onde nos despedimos e agradecemos o facto de nos terem tornado parte da comunidade.

Assim, no domingo, às 8h30, deixámos a comunidade "Sagrado Coração de Jesus", que levamos nos nossos corações e na alegria de Cristo ressuscitado. Na nossa oração há tantas experiências e encontros pessoais com as pessoas doentes da comunidade, nas nossas visitas às suas casas, na nossa escuta atenta das pessoas e no facto de podermos sentir nelas a presença do Deus vivo, agradecemos ao Senhor pela sua bondade.

Com carinho e amor: María Celeste Galán Cruz, Walter Elías Galán Cruz, Marjorie Cruz e Mario Galán

 

pt_PTPT
Partilhar isto