Ligar, conseguir uma boa comunicação, ligar as pessoas de tal forma que algo possa fluir entre elas...

Isto deu origem à ideia, no ano passado, de poder "fazer a diferença".CONNECT".  com os nossos colégios das Carmelitas Missionárias, centrando as jornadas em dois aspectos principais: a pedagogia e o sentido de pertença.

  • No que respeita ao pedagógico No final da conferência, pedimos a uma das participantes, Marisol Arias, da escola de Santa Teresa, em Getafe, que escrevesse um pequeno relatório sobre o significado da conferência e, no primeiro parágrafo, disse

"Quando decidimos ser professores, ninguém nos disse que educar seria uma missão tão apaixonante mas tão complexa. Se consultarmos a mulher sábia que limpa, fixa e dá esplendor... Educar é desenvolver ou aperfeiçoar as faculdades intelectuais, morais e afectivas da criança ou do jovem através de preceitos, exercícios e exemplos. Mas, com o tempo, surgiu um novo conceito que veio matizar a nossa vocação, a Neurociência, e tudo começou a mudar no futuro do professor".

  • O mundo da educação está a mudar e as escolas estão a passar de modelos clássicos e tradicionais para modelos mais complexos baseados em pedagogias activas e na competência digital. Por outras palavras, estamos à procura do nosso próprio modelo inovador, equilibrando os modelos tradicionais que realmente funcionam.
  • A atenção aos processos de aprendizagem, a reflexão sobre como ensinamos e como aprendemos, a liderança exercida pelas equipas de gestão, etc., são factores que contribuem para o sucesso desejado.
  • Por outro lado, diz-se que ninguém ama a sua pátria por ser a maior, a mais rica ou a mais avançada, mas simplesmente por ser a sua. O mesmo pode ser extrapolado para qualquer outro grupo, neste caso para o nosso grupo, o grupo dos "Irmãs Missionárias Carmelitas".
  • É aqui que reside a importância de sentimento de pertença esse sentimento ou consciência de fazer parte de um grupo, de uma comunidade... Dependendo do número de características que partilhamos com os membros de um determinado grupo, é mais provável que nos identifiquemos com ele, vendo essas características como prova de que fazemos parte de algo maior.
  • Assim: pedagogia-inovação por um lado e sentimento de pertença por outro lado, são os dois principais objectivos desta conferência, trocar experiências, boas práticas, tirar ideias e, acima de tudo, trabalhar com entusiasmo nesta ".sentir-se parte deste grupo"Temos a certeza de que, apesar do momento vivido socialmente, e de não o podermos fazer pessoalmente, temos a certeza de que partilharemos.

A reunião foi dividida em cinco dias:

20 de abril Apresentação da conferência na qual quisemos destacar a organização das Irmãs Missionárias Carmelitas na Europa através de um vídeo explicativo, apresentação das nossas escolas e explicação do desenvolvimento da conferência.

21 de abril Apresentação de "Boas Práticas" do grupo de Educação de Infância das nossas escolas sobre os seguintes temas: Emoções e interioridade

22 de abril Apresentação de "Boas Práticas" do grupo do ensino básico das nossas escolas sobre os seguintes temas: Competência oral e solidariedade.

28 de abril Apresentação de "Boas Práticas" do grupo do Ensino Secundário das nossas escolas nos seguintes temas: Competência digital/voluntariado

29 de abril Fim da conferência com uma "prenda" para todos os participantes: Conferência por Juanjo Fernández sobre "Educar é o melhor": uma conversa sobre o que somos a partir da emoção, da memória, da reflexão, da motivação, da ESPERANÇA, porque... O QUE SOMOS É O MELHOR!!!

 

Foi muito, muito enriquecedor o facto de, graças a estes meios digitais, termos podido, por um lado, construir pontes e reforçar laços, um sentimento de pertença, de FAMÍLIA por outro lado, ao poder convidar irmãs empenhadas na educação vindas da Polónia, Colômbia, Chile, Peru...

E... Isto é apenas o início!

Em suma, foi um encontro que serviu para reforçar a ligação através da troca de ideias, reflexões e propostas. Foi um encontro em que conseguimos CONECTAR-nos com as nossas escolas CM.

Mais uma vez, gostaríamos de agradecer a cada um dos participantes por terem tornado isto possível e... Esperamos sinceramente que todos tenhamos conseguido encher a mochila que nós, professores, carregamos com ideias, resoluções e motivação!!!

                                                                 Isilda, Marta e Marisa

Equipa de proprietários

 

pt_PTPT
Partilhar isto