O meu nome é María Clarisa Gutiérrez Zamora, sou aluna do décimo ano do Colégio Técnico Niño Jesús de Praga-Nicarágua. Sou a mais velha de três irmãos, tenho 15 anos, nasci numa família cristã, vivi a minha infância na fé que a minha mãe me transmitiu. Vi na minha vida que Deus existe em muitos acontecimentos na minha família. Hoje posso dizer que este encontro de jovens com o Papa Francisco marcou a minha vida, abriram-se muitas portas para mim, é um presente de Nossa Senhora.

Chegámos a Madrid, visitámos vários santuários, celebrámos a Eucaristia, visitámos a Basílica de Santa Teresa em Ávila, que me impressionou muito, vendo tanta gente devota da santa. Também quando chegámos a Fátima, foi um dos lugares mais bonitos, ver tanta gente vinda de longe com fervor e isso foi um mistério para mim, senti uma grande alegria e amada pelo Senhor e pela Virgem.

Caminhámos quase 30 quilómetros para encontrar o Papa Francisco, cantando com emoção e alegria, todos os jovens que falavam línguas diferentes, mas unidos num só espírito. Palavras do Papa: "Não tenhais medo, já não sou eu, é o próprio Jesus que olha para vós, conhece o coração de cada um de vós... Coragem, na vida só há uma coisa livre, o amor de Jesus".

E hoje é o que eu posso dizer aos jovens, não duvidem do amor que Deus tem por vocês, duvidar é não acreditar que Cristo realmente deu a vida por vocês, por mim e por todos, e eu sei que ele tem um propósito na minha vida e na vossa vida.

As Irmãs Missionárias Carmelitas felicitam a Clarisa e a sua família por todo o esforço que fizeram para realizar este belo sonho e encorajam-na a continuar a partilhar a sua fé e experiência para enriquecer outros jovens.

pt_PTPT
Partilhar isto